Todos os posts em: Política

Covas muda subprefeitos da Cidade Ademar e Jabaquara

Tiago de Almeida Machado (foto) é o novo subprefeito do Jabaquara O prefeito Bruno Covas (PSDB) alterou os subprefeitos da Cidade Ademar e Jabaquara em publicação no Diário Oficial do último dia 19 de março. Covas substituiu 20 dos 32 subprefeitos da capital e com estas mudanças, Renato Galindo Jardim Silva, assume o posto de José Rubens Domingues Filho na Cidade Ademar. No Jabaquara, o subprefeito Heitor Sertão saiu para a entrada de Tiago Almeida Machado. A reportagem do jornal O Bairro entrou em contato com a subprefeitura da Cidade Ademar através de e-mail e tentou contato via telefone, mas não obteve resposta. Veja a equipe gestora da Subprefeitura da Cidade Ademar atualizada em 25 de março: Renato Galindo Jardim da Silva Subprefeito Equipe da Subprefeitura Edmar Dourado dos Santos JuniorChefe de Gabinete Marta da SilvaCoordenadora de Administração e Finanças José Hélio Aragão dos SantosCoordenador de Governo Local Jerônimo Amâncio da SilvaCoordenador de Planejamento e Desenvolvimento UrbanoKelsen Marcel de Oliveira FerreiraCoordenador de Projetos e Obras Thaís de Souza Sanches Flores Assessora de ComunicaçãoCarmen DimaAssessora Jurídica Claudia ToselliGerência …

Subprefeitura de Jabaquara receberá R$ 32,6 milhões de orçamento em 2021

KAMILA MARINHOHOME OFFICE (Notícia da Câmara Municipal) Após apreciação e aprovação da Proposta de Lei Orçamentária Anual 2021 (PL (Projeto de Lei) 643/2020), que estima as receitas e fixa as despesas da capital, a Subprefeitura de Jabaquara terá um orçamento da ordem de R$ 32,6 milhões, um aumento de 20,42% em relação aos R$ 27 milhões propostos inicialmente pelo Executivo. O aumento do valor na peça orçamentária se deve às emendas parlamentares incluídas no projeto em dezembro do ano passado, da ordem de R$ 1,6 milhão. O montante será empregado na requalificação e promoção da ocupação dos espaços públicos, que envolve a realização de reformas e instalação de equipamentos na região, manutenção e operação do serviço de guias e sarjetas, serviços de saneamento básico com a manutenção do sistema de drenagem entre outras ações.

Subprefeitura de Cidade Ademar terá orçamento de R$ 40,5 milhões para 2021

Por Kamila Marinho (Câmara Municipal) e Sérgio Pires Em 2021, a Subprefeitura Cidade Ademar, que abrange os distritos de Cidade Ademar e Pedreira, na zona Sul, terá orçamento de R$ 40,5 milhões, segundo a Proposta de Lei Orçamentária Anual 2021 (PL (Projeto de Lei) 643/2020), que foi aprovada pela Câmara no final do ano passado. O jornal O Bairro Cidade Ademar, noticiou no mês passado que o valor seria de R$ 31,5 milhões, porém o projeto foi aprovado com emendas e chegou ao atual montante. A verba será destinada a áreas como manutenção de sistemas de drenagem, obras e serviços nas áreas de riscos geológicos e ampliação, reforma e requalificação de prédios administrativos.

Câmara aprova orçamento de R$ 31 mi para a Sub. da Cid. Ademar

A Subprefeitura da Cidade Ademar receberá o orçamento de 7% inferior ao aprovado pelo Legislativo no ano passado que foi de R$ 33 mi. A Câmara Municipal aprovou na última quarta-feira, dia 23 de dezembro, o Projeto Substitutivo apresentado pela Comissão de Finanças e Orçamento ao PL (Projeto de Lei) 643/2020, do Executivo. A proposta libera R$ 31.576.144,00 para a Subprefeitura da Cidade Ademar, valor inferior ao ano passado, quando o Legislativo aprovou a proposta de R$ 33.921.631,00, ou seja, 7% a menos em relação a 2021. Agora o projeto, deliberado em segunda e definitiva votação, segue para sanção do prefeito Bruno Covas (PSDB). O PL propõe a LOA (Lei Orçamentária Anual) do município para 2021, que prevê a arrecadação municipal e fixa as despesas da cidade. A receita para o ano que vem é de R$ 67,96 bilhões. Dos valores destinados aos investimentos na região, a maioria é relacionada à zeladoria, como: manutenção do sistema de drenagem, obras e serviços, Operação Tapa Buracos; manutenção de sarjetas, entre outros. O maior valor será destinado à …

Bruno Covas é reeleito

Bruno Covas (PSDB) foi reeleito prefeito de São Paulo neste domingo (29) com 59,38%. Encabeçando uma aliança de 11 partidos, conseguiu uma diferença de votos maior do que as pesquisas indicavam até o sábado. Foi, ao final, um reconhecimento da estratégia traçada já no primeiro turno de bater na tecla da experiência administrativa. Na hora do aperto, quando Guilherme Boulos (PSOL) engatou uma subida, também sobrou espaço para alfinetadas no rival e até ataques terceirizados de aliados.