Todos os posts com a tag: #Jardim Miriam

Fundos da EE Leonor Quadros é preocupação para comunidade do Jd Miriam

Os fundos da Escola Estadual Leonor Quadros é preocupação para a comunidade do Jardim Miriam. Com o mato que cresce rapidamente em um extenso terreno e com as constantes invasões de usuários de drogas o espaço é risco para a comunidade que passa pelo local e temem o entra e sai de pessoas que pulam o muro da escola a cada instante. A reportagem esteve na calçada da escola no dia 23 de novembro onde testemunhou os problemas e depois voltou ao espaço nesta segunda-feira, dia 7 de dezembro, onde testemunhou novas invasões. Ao contrário das demais escolas, onde a frente fica na avenida principal, no Leonor é ao contrário, a frente fica na rua lateral Baltazar Gomes de Alarcão e os fundos da unidade ficam em frente a um dos corredores do trólebus mais importantes de São Paulo, na Avenida Cupecê, sendo exposta diariamente por milhares de pessoas que passam de carro, de trólebus ou mesmo a pé. Todos puderam testemunhar o mato que cresce aos fundos e veem as pessoas que invadem o …

Comunidade do Jd. Miriam luta por hospital, terminal e Espaço Cultural

Hoje o Jardim Miriam é a capital da região da Cidade Ademar e Pedreira, por conta de nossa localização. As autoridades devem ter um novo olhar para o Jardim Miriam. Benedito de Oliveira, o Benê – Presidente da Sociedade Amigos do Jardim Miriam (SAJM) A entidade de bairro mais antiga da região, a Sociedade Amigos do Jardim Miriam (SAJM) tem como pauta, três principais reinvindicações antigas ao Poder Público: um hospital de pronto-atendimento para pequenas cirurgias; um terminal de ônibus e um espaço cultural. Inaugurada em 1959, a SAJM sempre esteve presente nas principais lutas por melhorias para a região e, de acordo com o seu presidente Benedito de Oliveira, mais conhecido como Benê, muitas novidades estão prestes a acontecer na região nos próximos meses. A reportagem do jornal O Bairro Cidade Ademar foi até a Sociedade Amigos, também conhecida como “Sedinha do Miriam” na véspera das eleições para entrevistar o presidente Benê, que atua também como assessor parlamentar e ele relembrou algumas histórias do bairro e relatou as principais reinvindicações. O Bairro – Como …

Buraco na Rua Baltazar de Alarcão é perigo para pedestres e veículos

Um enorme buraco na rua Baltazar Gomes de Alarcão na esquina com a Avenida Cupecê é risco tanto para os pedestres, quanto para os veículos que ali transitam. O buraco é bem na faixa de pedestres onde as pessoas são obrigadas a passar para atravessar a via. A reportagem o bairro flagrou o buraco na manhã desta sexta-feira, dia 20. De acordo com moradores do local, o buraco está há semanas e vários veículos já caíram na armadilha.

Av. Cupecê ganha cerca de 500 mudas de árvores

O Corredor da Avenida Cupecê recebeu o plantio de aproximadamente 500 mudas de árvores no período de abril de 2019 até setembro deste ano. De acordo com informações da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, que informou ao jornal O Bairro Cidade Ademar, o serviço foi executado no âmbito de contrato no valor de R$ 65 mil. Em breve, várias destas árvores estarão colorindo todo o trecho, como os Ipê Amarelos, entre outras espécies. Em toda a sua extensão, foram plantadas as seguintes espécies de árvores na avenida Cupecê: Jerivá – Syagrus romanzoffianaIpê-amarelo – Handroanthus chrysotrichusIpê-roxo-7-folhas – Handroanthus heptaphyllusIpê-roxo-de-bola – Handroanthus impetiginosusIpê-branco – Tabebuia roseo-albaDedaleiro – Lafoensia pacariPau-brasil – Paubrasilia echinata

Programa “Capacitando o Brasil” oferece cursos profissionais gratuitos

Oportunidade para quem ainda não tem uma profissão e quer entrar no mercado de trabalho ou para quem quer se capacitar e ter uma nova oportunidade no mercado de trabalho. O Projeto de capacitação profissional “Capacitando o Brasil” oferece vagas limitadas para dezenas de cursos profissionalizantes. O participante pode escolher dois cursos entre os mais de 30 disponíveis para que possa cursá-lo sem pagar mensalidades, material ou matrícula, apenas uma taxa de contrapartida de 8% do valor real. Trata-se de uma comunidade de conhecimento mantida por fundos privados, por doações e também pelo próprio formato do projeto. As inscrições são limitadas e todos os cursos são reconhecidos para que os formandos possam atuar profissionalmente. Acesse o site da entidade para se inscrever. Clique aqui.